Por causa do Covid, reajuste médio da conta de luz deve ficar em 14,5%

 Por causa do Covid, reajuste médio da conta de luz deve ficar em 14,5%

Pesquisa considera dados de todas as 53 distribuidoras do país, além de sete permissionárias.

Compartilhe
Pub - Inferior notícias

As tarifas residenciais de energia deverão ter um aumento médio de 14,5% em 2021, segundo levantamento feito pela TR Soluções, empresa de tecnologia aplicada ao setor elétrico, por meio do Serviço para Estimativa de Tarifas de Energia (SETE).

A pesquisa considera dados de todas as 53 distribuidoras do país, além de sete permissionárias. No sudeste, o aumento será de 13,1%, mas algumas empresas podem chegar a aplicar até 20%.

O principal motivo do aumento de energia foi a pandemia de Covid-19. O isolamento social gerou uma diminuição drástica do consumo de energia pelos setores de comércio, serviço e indústria.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores