Feminicídio: Família da vítima morta por ex-companheiro pede justiça

 Feminicídio: Família da vítima morta por ex-companheiro pede justiça

Cristina, vítima de feminicídio.

Compartilhe
Pub - Inferior notícias

Em meio à dor, familiares buscam forças para cobrar respostas do crime que tirou a vida de Cristina, mais uma mulher vitima de feminicídio.

A família de Cristina participou do programa Poder da Notícia desta quinta-feira (28), e fizeram um apelo por Justiça. “Pedimos à população que nos ajude a encontrar ele”, disse uma familiar se referindo ao autor do crime.

Durante a participação no programa, uma familiar afirmou que o motivo para o crime era que o ex-companheiro da vitima não aceitava o fim da relação. Cristina foi morta brutalmente e deixa 5 filhos.

A polícia continua a procura do autor do crime, que abandonou o local onde a vítima foi encontrada morta.

Relembre o caso

O crime ocorreu na ultima quinta-feira (22), na rua do Catu em Alagoinhas. A vítima uma Jovem senhora de nome Cristina morta com golpes de faca, por seu ex-companheiro conhecido como Luís Cláudio, (Cacau).

Leia na integra a carta dos familiares exposta nas redes sociais:

FAMÍLIA BUSCA POR JUSTIÇA.

#Ajude a amenizar a dor de uma família.

A partida de um ente querido não é nada fácil, porém quando esse ente é tirado do convívio dos seus familiares e amigos abruptamente a dor é imensamente maior.

Na última quinta-feira 22, na cidade de Alagoinhas-BA, uma  jovem senhora de prenome Cristina, mulher guerreira e cheia de vida teve sua vida ceifada brutalmente por seu ex-companheiro de prenome Luís Cláudio ,vulgo ”Cacau”.

Em meio à dor e a saudade, o anseio por justiça. O algoz encontra-se foragido, e até então não há notícias sobre o seu possível paradeiro.

A família faz um apelo a sociedade de Alagoinhas e região: que colabore com informações que ajudem na localização do foragido. Toda e qualquer informação deve ser passada a polícia pelo tel.  190.Sua identidade será mantida em sigilo.

Desde já a família agradece o apoio.

  Por Eliane Oliveira irmã

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores