Brasileiros descobrem que anticorpo de cavalos contra a Covid é até 50 vezes mais potente

 Brasileiros descobrem que anticorpo de cavalos contra a Covid é até 50 vezes mais potente

Cavalos receberam a proteína Spike do Sars CoV-2, responsável por infecção das células humanas.

Compartilhe
Pub - Inferior notícias

Cientistas brasileiros vão anunciar hoje (13), em sessão da Academia Nacional de Medicina, uma nova descoberta. Cavalos receberam a proteína Spike do Sars CoV-2, responsável por infecção das células humanas, e desenvolveram um anticorpo neutralizante 20 a 50 vezes mais potente contra a Covid-19.

Ao G1, Jerson Lima Silva, pesquisador da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e presidente da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj), afirmou que o grupo entrou com o pedido de patente da tecnologia. “É importante fazer esta etapa de patente. Tudo foi desenvolvido aqui no Brasil e é importante fazer essa proteção intelectual”, disse Silva.

De acordo com o pesquisador da UFRJ, o próximo passo será a aprovação dos estudos clínicos, os testes em humanos, para averiguar a segurança de um tratamento sorológico contra a Covid-19. Ele disse que está em contato com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os pesquisadores produziram uma proteína igual à do Sars CoV-2 e inocularam a substância nos cavalos, em seis aplicações. Os pesquisadores acompanharam a produção de anticorpos semanalmente. Em seguida, o sangue dos cavalos foi retirado e purificado até isolar apenas o anticorpo, em um produto pronto para fazer soroterapia em humanos.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores