Alagoinhas: funcionários do hospital maternidade paralisam atividades

 Alagoinhas: funcionários do hospital maternidade paralisam atividades
Compartilhe
Pub - Inferior notícias

Na manhã desta quinta-feira (18), funcionários da empresa MAP, empresa que presta serviço à maternidade de Alagoinhas deflagraram greve por tempo indeterminado.

Ao vivo na manhã desta quinta (18), no programa Poder da Notícia, a diretora do Sindlimp Agreste, Michele Portugal falou sobre a dificuldade que os profissionais de saúde da maternidade, têm enfrentado com atrasos frequentes de salários.

O Hospital Maternidade Doutor João Carlos Meireles Paolilo, atende gestante diariamente para realização de partos, urgência e emergência de parturientes.

Ainda durante a entrevista, foi denunciada pelos funcionários a precariedade de materiais disponibilizados durante o serviço dos profissionais. “Nós estamos na linha de frente nesta pandemia da covid-19, arriscando nossas vidas e tendo como resposta a falta de respeito como o nosso trabalho com atrasos de pagamentos”, disse Portugal.

Perguntada se tentou manter contato com a responsável pela pasta da Saúde, Michele afirmou que a gestora da pasta Rosania Rabello, não os atende.

A produção do programa tentou o contato com a secretária da pasta da Saúde, para entender o que de fato vem ocorrendo com esses atrasos, mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

Escrito por: Patrícia França –  N° Registro 8373

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores